ANÁLISE DAS OPORTUNIDADES E INCERTEZAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM PLANO DE INOVAÇÃO EM ARCOVERDE/PE

OBSERVATÓRIO DO AMANHÃ – PROGRAMA DE ESTÁGIO 2021.2

Estagiários: Marina de Queiroz; Rayna Wisla; Renan Vinícius; Rislayne Moraes.

CONTEXTUALIZAÇÃO E INTRODUÇÃO 

O presente relatório foi produzido com base no material desenvolvido com o grupo de pesquisa do Observatório do Amanhã (Laboratório de Tendências e Estratégia do Armazém da Criatividade) em uma reunião presencial realizada em 9/11/2021, com o auxílio da plataforma online MIRO® para compartilhamento e expansão de ideias. O intuito do debate foi o de examinar a cadeia de possibilidades e desafios que podem surgir durante o processo de implementação de um Hub de Inovação do Armazém da Criatividade na cidade de Arcoverde, em Pernambuco, levando em consideração as questões socioambientais, políticas e desenvolvimentistas da região pernambucana, a fim de que a apresentação as ideias pudesse ser a mais próxima da realidade.

No contexto da reunião, o grupo se baseou na Análise PEST, mecanismo de planejamento comumente utilizado para estudar as oportunidades e os desafios que possivelmente aparecerão no projeto de expansão de uma entidade dentro do mercado, ajudando na capacidade de conhecimento do ambiente em que a entidade está inserida. Tal abordagem possibilita análises de naturezas Política, Econômica, Social e Tecnológica enquanto aspectos fundamentais para a compreensão dos contextos analisados e, de onde podem ser extraídas algumas conclusões estratégicas. Além destas variáveis, no decorrer da análise realizada pela equipe de investigação, percebeu-se a necessidade de adicionar um quinto elemento à análise, sendo este o fator Ecológico, conforme apresentado na Figura 1 a seguir:

Figura 1: Análise PEST(E) realizada por meio da ferramenta online MIRO®

\"\"

Fonte: Elaborado pelo Observatório do Amanhã

ANÁLISE POLÍTICA

Em uma perspectiva inicial sobre as oportunidades dentro do eixo político, são observados campos de ação para uma melhor efetividade na implantação do Hub de inovação na região. É trazida a necessidade de uma maior integração entre as cidades da região para um melhor alcance de objetivos políticos como um todo, afetando positivamente também os outros âmbitos dentro da análise proposta. Assim, a preservação cultural também tem um destaque, à medida em que é possível sua utilização como atrativo turístico, trazendo dessa forma, os elementos culturais da região como uma fonte significativa de renda para a população local, visando também a proteção das tradições.

Uma oportunidade adicional dentro dessa linha de atuação se dá na execução do governo local da cidade como mediador da participação cidadã, possibilitando assim em uma interação mais efetiva entre os diversos setores da cidade, melhorando a qualidade de vida de cada grupo componente dentro da população. Uma cidadania mais efetiva tem sua possibilidade de demonstração também pela apresentação adequada do Hub para a comunidade no geral, articulando os diversos interesses dos grupos da comunidade dentro de cada setor de trabalho ou estudo. Outra contribuição feita a partir de experiências anteriores se dá na consciência da necessidade de um local físico estratégico que busque facilitar o acesso da comunidade, trazendo nesse sentido uma melhor facilitação e incentivo de fluxo de pessoas no espaço, podendo contribuir dentro das suas possibilidades, para um desenvolvimento integrado com o todo coletivo.

É trazida a perspectiva de que as diversas possibilidades de oportunidades podem ser efetivadas através das lideranças políticas da cidade e dos principais grupos influentes dessas decisões, além de lideranças comunitárias dispostas e engajadas com as principais necessidades e interesses da população. Em um contraponto a essas concepções, ocorrem também incertezas e possíveis empecilhos futuros na implementação de cada plano de ação, tais como a escassez de financiamento público e a ausência de transparência na gestão de políticas públicas, por exemplo. A contemplação da comunidade por inteiro também traz insegurança à uma ação efetiva uma vez que seus meios de execução podem se mostrar vagos e imprecisos.

ANÁLISE ECONÔMICA

Através da Análise PEST foi possível verificar as oportunidades e desafios econômicos da temática analisada. A primeira oportunidade identificada foi a do investimento nas áreas do turismo e da cultura para fomento do desenvolvimento com foco no turismo. Essa oportunidade dialoga com a perspectiva política, pois necessita de políticas públicas adequadas.

Outra oportunidade econômica observada foi a do empreendedorismo voltado para a área tecnológica. Isso porque, em pesquisa anterior desenvolvida pelo Armazém da Criatividade, foi identificado que o campo de desenvolvimento tecnológico em Arcoverde é bastante expansivo, e tem muito potencial de desenvolvimento.

Por fim, conectando-se à proposta apresentada anteriormente, o desenvolvimento de um Hub de Inovação como um ponto de apoio para empreendedores se mostra uma terceira oportunidade a ser explorada. Esta foi pensada visando o futuro da cidade e do polo de empreendedorismo da mesma, que tem muito potencial.

Por fim, as oportunidades na área econômica aqui expostas foram identificadas juntamente ao perfil de profissionais que mais se beneficiariam com a implementação das mesmas. São esses: profissionais e empresas da área de serviços de saúde, empreendedores e investidores.

Por outro lado, existem certos desafios a serem enfrentados para a implementação das modificações sugeridas, aqui nomeados de incertezas. Duas delas foram identificadas na área econômica, listadas a seguir: a falta de financiamento por parte dos governos federal e municipal, que pode acarretar na falta de políticas públicas de investimento no turismo e na cultura, bem como na falta de fomento para a área tecnológica, levando a uma possível fuga de profissionais que não encontrem colocações formais no mercado em suas respectivas áreas de formação; e a informalidade do trabalho, que também pode acarretar numa possível fuga de profissionais qualificados por não encontrarem empregos com condições de trabalho adequadas e que possibilitem o crescimento profissional.

ANÁLISE SOCIAL

Analisando a partir do aspecto social no presente relatório sobre a implantação do Hub de Inovação Sertão Digital, na cidade de Arcoverde, se faz observando o grande impacto social na população local. Para isto, foi elaborado a partir do board, modelos de aproximação com a população local a fim de ter uma maior aceitação, aplicabilidade e sucesso do projeto.

Inicialmente, se tem como meta a aproximação e aceitação da comunidade para com o projeto do Sertão Digital, utilizando-se como primeira estratégia eventos culturais como atrativos para a população a fim de apresentar o projeto ao social e o princípio de integração, trazendo assim, a integração dos produtores com a comunidade. Seria utilizada a acessibilidade facilitada, integrada com a tecnologia, uma vez que boa parte da população não tem um amplo conhecimento tecnológico.

Assim, como uma segunda estratégia seria a elaboração de um plano de implantação de uma cultura de inovação a partir de estratégias educacionais. A proposta seria iniciada em escolas primárias – com o apoio da gestão pública, a partir da inclusão de cursos especializantes para os estudantes – , também oferecendo oportunidades como estágios e possibilidades de progressão de carreiras no Sertão Digital, onde ocorreria a formação e integração da população local para com o projeto, e deste modo, oferecendo possibilidade de oportunidades, estabilidade e valorização da mão de obra local, acarretando uma maior aceitação, desejo de participação e a formação de um núcleo geracional.

O Hub Sertão digital tem o aspecto de responsabilidade social bastante marcado e forte, sabendo das dificuldades enfrentadas pela população LGBTQIA+ na região, seria como plano comum para a construção de um espaço inclusivo, seguro e oportuno para a diversidade.

Entretanto, como nomeado no tópico anterior, as incertezas também estão aqui presentes: as taxas de desemprego a médio prazo – ocasionando assim uma instabilidade econômica e política, além do cerceamento de oportunidades de trabalho; a possibilidade de não aceitação por parte da comunidade de uma proposta de inovação devido a um possível receio a abertura para novas ideias e a diversidade, dada uma maturidade ainda em processo de implementação e não consolidada.

ANÁLISE TECNOLÓGICA

De uma perspectiva tecnológica, a cidade também apresenta qualificação profissional na área da saúde, um dos primeiros pontos observados nesse aspecto estão em como integrar a aplicação de conhecimentos tecnológicos com a área da Saúde, mantendo esse foco Health Tech. As oportunidades também se estendem ao governo, que pode contribuir no armazenamento e manutenção de dados com acesso garantido para a população, aprimorando a transparência do governo e garantindo serviços do mesmo com mais fácil acesso aos cidadãos

A população pode se beneficiar bastante de uma maior conectividade, com redes Wi-fi abertas e de fácil acesso nas vias públicas, além de uma maior integração de pessoas e serviços com o ambiente digital, otimizando os processos da cidade e tornando mais eficiente o tempo e acesso a determinados serviços, para isso é preciso incentivar a criação e adaptação do comércio já existente para o meio digital.

Pensando também em como o mercado pode se desenvolver em seu aspecto digital, o próprio Hub pode servir como catalisador para a criação e desenvolvimento dentro da perspectiva tecnológica, meios para otimização de tempo, criação de bens e serviços, disponibilizando laboratórios com equipamentos que supram as necessidades de acordo com as áreas em destaque, principalmente na área da Tecnologia da Informação, onde ocorre um grande escoamento de profissionais, que acabam migrando para outras cidades em busca de melhores oportunidades.

Entretanto, apesar das oportunidades apresentadas, alguns empecilhos podem surgir no decorrer do processo, a integração digital é muito importante para a adaptação e criação de novas ferramentas para uma melhoria adequada na vida pessoas, porém tem-se o risco do mercado não se adaptar a um novo formato mais tecnológico, juntamente com a resistência de grupos de indivíduos mais tradicionais, que possam preferir manter-se alheios à presença da tecnologia, fato este que poderia interferir no processo de integração e fomento a serviços e processos digitais. Outro ponto é o próprio custo de determinados recursos tecnológicos, visto que tais recursos podem ter um valor consideravelmente elevado, principalmente se levarmos em consideração as condições econômicas atuais do país e os impostos que são aplicados sobre esse tipo de serviço e dos bens tecnológicos necessários para sua utilização, algo que pode requerer também um certo investimento financeiro por parte da população, em se tratando de usufruir de serviços como acesso à internet, utilização de aplicativos, etc.

ECOLÓGICA/AMBIENTAL

Além das variáveis apresentadas, observou-se a necessidade de acrescentar mais uma perspectiva à análise, sendo esta a Ecológica. O viés ecológico não só segue uma tendência internacional e nacional de preocupação quanto às questões que envolvem o meio ambiente, como também demonstra estar intimamente integrada com as perspectivas anteriores. A primeira oportunidade observada foi a de se criar um planejamento de turismo ecológico, ou seja, promover um ambiente de participação social ao mesmo tempo que incentiva a preservação de áreas verdes. Dessa forma, como mencionado no tópico da Análise  Econômica, mostra-se viável a consolidação de uma oportunidade econômica para a cidade, com a maior circulação de pessoas, e protegendo espaços naturais da cidade, para melhorar a qualidade de vida de seus habitantes e turistas e do ambiente local.

A partir dessa perspectiva de conexão entre a população e o meio ambiente, foi pensada a oportunidade de engajar a sociedade nessa pauta através da conscientização. Essa oportunidade se mostrou muito conectada com a perspectiva tecnológica, pois foi concebida a ideia de utilizar aplicativos que aproximam a população do das práticas de preservação do meio ambiente. O grupo utilizou exemplos como o aplicativo de concentração Forest®, desenvolvido em parceria com a organização Trees For The Future, que planta árvores reais conforme o usuário do aplicativo utiliza moedas e se mantém concentrado. Outros exemplos de aplicativos interessantes para a preservação do meio ambiente, inclusive brasileiros, foram utilizados para projetar como seria uma oportunidade real para o movimento ecológico da cidade de Arcoverde, como os que dispõem de informações sobre como separar o lixo reciclável e onde depositá-lo.

Por fim, foi feita a observação dos benefícios de incluir oportunidades de investimento na área ecológica, como em energias renováveis e em áreas verdes, estendendo-se tanto para o setor público quanto o privado. Dessa forma, alguns atores tiveram sua participação considerada oportuna para o desenvolvimento dessas oportunidades: catadores, sementeiras, o setor industrial e centros de triagem de lixo.

Por outro lado, foram observados certos pontos de incerteza significativos para o desenvolvimento de projetos ecológicos. Alguns desses desafios são o problema de descarte de lixo, que precisará de um projeto que se aprofunde nas questões de desenvolvimento e dialogue com o mercado, as indústrias e o setor público da cidade para sanar o problema do descarte inadequado, bastante prejudicial. Outra dificuldade foi a de fortalecer a participação social nos projetos ecológicos, que necessita de uma conscientização de base para que, com o melhor entendimento da importância da ecologia no dia a dia de cada cidadão, mais pessoas possam aderir e apoiar essas iniciativas.

Figura 2: Equipe 2021.2 do Observatório do Amanhã

\"\"
Rolar para cima